Espetáculo “LUTO” em Tábua

Integrado no Programa Artéria, “Luto” é um projeto transdisciplinar criado em residência artística em Tábua, com coordenação artística do Teatrão e cofinanciado pelo Portugal 20.20, e que toma como ponto de partida o fogo de 15 de outubro de 2017, de tal modo violento na região que marca um antes e um depois na sua história, o projeto debruça-se sobre as questões do trauma e da catástrofe.

A estreia deste projeto acontece nos próximos dias 19, 20 e 21 Julho, na Casa do Povo de Tábua.

ENTRADA LIVRE!
Reserva obrigatória no Centro Cultural de Tábua, ou através de: cct@cm-tabua.pt ou 235098172.

Sinopse
“O fogo só terminou quando não havia mais que arder”.
Passado mais de um ano, o tempo avançou sem quase sair do mesmo sítio. Parece que foi ontem. “O fogo ainda arde lá fora tantas vezes, o quarto incendeia-se noite após noite, enche-se de fumo”.
A dupla significação do termo ‘luto’, enquanto processo de lidar com a perda – de vidas humanas, de memórias, de espaços físicos – e enquanto verbo lutar – resiliência e empenho das populações e da natureza por imaginar outros futuros – foi o mote nuclear que estruturou o pensamento e áreas a abordar.

Criação colectiva
Direcção: André Braga
Dramaturgia: Cláudia Figueiredo com o apoio de Gonçalo Mota
Co-criação e interpretação: Diogo Martins, Diogo Peres, Gil Mac, Mafalda Saloio, Odete Claro, Paulo Mota, Soraia Cavaco e Valentina Parravicini
Sonoplastia: André Pires
Concepção plástica: André Braga e Pedro Azevedo
Vídeo: Gonçalo Mota com o apoio de Vitor Costa
Luz: Cláudia Valente
Realização plástica: Pedro Azevedo e Pedro Coutinho
Produção: Ana Carvalhosa (direcção) com o apoio de Cláudia Santos e Carolina Cardoso

Fotografia de Gonçalo Mota
Design Joana Monteiro